Publicité
Icône menu hamburger Icône loupe de recherche

Victime d’une étude sexiste, les femmes du secteur médical répliquent de la meilleure façon qui soit !

Publié par Elodie le 02 Août 2020 à 9:35

Récemment, une étude blâmant les femmes du personnel médical partageant des photos d’elles en maillot de bain a été publiée. Elle a immédiatement provoqué la révolte des internautes et des principales concernées, qui au lieu de se laisser intimider, ont répliqué de la manière la plus drôle qui soit.

En effet, elles se sont passées le mot et ont bombardé leurs réseaux sociaux de photos d’elles en tenue de travail et en maillot de bain. De quoi faire taire les médisants dont le Journal of Vascular Surgery à l’origine de cette étude. L’auteur de l’article a également jugé inappropriées les photos en « sous-vêtements et en costume d’Halloween provoquant ». Il n’était sûrement pas prêt à se recevoir une telle dose de féminisme en pleine figure pour seule et unique réponse!

1.

View this post on Instagram

A controversial manuscript (now retracted) in the Journal of Vascular Surgeons regarded female physicians who provocatively pose in bikinis to be inappropriate. . If bikinis are inappropriate, does this one-piece man-bod make it any better? #medbikini . No one’s competence or commitment to their careers should be judged based on one’s choice of clothing. . Oh yeah… #freethenipple

A post shared by BOMBTWINZ (@bombtwinz) on

2.

3.

View this post on Instagram

Just in case you thought me wearing a bikini has anything to do with how good or “professional” of a #nurse I am #medbikini 👙. As you’ve probably heard by now, yesterday a study was published in the Journal of Vascular Surgery where some male doctors took it upon themselves to become the social media police and go through other surgeons accounts to deem whether it was “professional” by their standards. They determined that wearing a bikini an “inappropriate outfit” and holding alcohol in a photo was also a big red flag.. along with so many other comical statements. Overall the study is a piece of trash. Not sure who gave them permission to determine what is and is not appropriate for a woman’s body. Swipe to see the study 🤣.

A post shared by Miki Rai, BSN, RN (@mikirai) on

4.

View this post on Instagram

#MEDBIKINI Há mais ou menos 01 mês recebi uma msg de uma pessoa, muito querida, me questionando se eu não deveria tirar as fotos de biquíni do meu Instagram, afinal, agora sou médica. A principio pensei que talvez fosse o mais correto. Mas pera aí um pouco. Aonde é que diz que médica não pode usar biquíni? Não pode se divertir? Hoje, 01 mês após este questionamento, me deparei com um artigo publicado em 2019 chamado “Prevalence of unprofessional social media content among young vascular surgeons” esse bendito artigo foi dirigido por SEIS homens e UMA mulher, cujo objetivo foi analisar as redes sociais de 480 médicos e médicas da cirurgia vascular com comportamentos “mal vistos” por pacientes e chefes. O artigo foi dividido em conteúdos “claramente não profissionais” e “ potencialmente não profissionais” dentro desses tais conteúdos foi julgado a vestimenta, pasmem, a vestimenta dos profissionais NAS REDES SOCIAIS. Sim, não estou falando que médicas foram atender de biquíni. O problema era médicas usarem biquíni em rede social. Estamos aqui para dizer que: SIM, médicas usam biquínis. SIM, mulheres são cirurgiãs e ortopedistas. NAO, biquíni não é ofensivo! Nosso corpo não é ofensivo. NÃO ESTAMOS MAIS NA DÉCADA DE 60 e IMPRÓPRIO É AINDA EXISTIR ESSE TIPO DE PENSAMENTO. Convido você, mulher, a não se envergonhar de se divertir. A não pensar nem por um segundo que a sua diversão anula a sua competência. Como diria Rita lee: “Mexo, remexo na inquisição Só quem já morreu na fogueira Sabe o que é ser carvão Eu sou pau pra toda obra Deus dá asas a minha cobra Minha força não é bruta Não sou freira, nem sou puta” #medbikini

A post shared by Taryn (@tarynabreu) on

5.

View this post on Instagram

⁣ Vocês já devem ter visto a polêmica do ARTIGO publicado no JOURNAL OF VASCULAR SURGERY que discutia e analisava comportamentos anti-profissionais em redes sociais de médicos e médicas jovens. ⁣ ⁣ Comportamentos como fotos de biquíni, fotos com roupas justas e curtas, segurando bebidas alcoólicas… foram considerados INADEQUADOS, que diminuem a CREDIBILIDADE e questionam a competência profissional.⁣ ⁣ Eu não sou a Júlia que faz medicina o tempo inteiro, eu tenho vida social, vou pra praia, vou pra festas….E não é uma roupa, uma foto, ou um copo de cerveja que vai diminuir minha competência. Não é o fato de ter trabalhado como modelo para lojas de biquíni e lingerie que me farão pior e uma profissional ruim.⁣ ⁣ Isso é medido apenas com o meu esforço! E não é nenhum pensamento retrógrado e machista que vai me fazer parar de ser ou postar o que eu tiver afim. A profissão que eu escolhi não me define, muito menos um artigo escrito (ironicamente) em sua maior parte por homens⁣ ⁣ #medbikini #mulhermedicina

A post shared by Julia Melo (@_juliamelo) on

Votre article continue en Page 2. Cliquez sur « Page Suivante » pour découvrir plus de photos de femmes du personnel médical en maillot de bain